rss
email
twitter
facebook

20 maio 2008

dos hábitos e das rotinas

A vida da gente é um conjunto de hábitos e de rotinas. E também de não-hábitos e não-rotinas. São algumas coisas que nos conferem a sensação de estabilidade nessa zona que é a vida. Por isso que a gente se apega a elas. Lugares. Companhias. Programas.

Dá pra dizer que é, no mínimo, uma experiência interessante a de se passar algum tempo afastada desses pilares. Porque obriga a gente a ver as coisas com uma percepção um pouco diferente. Porque dá uma sacudida na nossa postura. Porque, enfim, abre a janela, para o sol e para a chuva.

Outro negócio legal também é que a gente acostuma. Para o bem ou para o mal, a gente acostuma.

Dizem por aí que o tempo é o melhor remédio. Mesmo quando não há uma doença, um pouco de tempo é sempre bom. Sempre permite ver as coisas com o tão querido distanciamento que se precisa.

E um pouco de otimismo também. Um pouquinho de fé que as coisas vão acabar dando certo, pra colocar do lado do relógio, que marca a passagem das horas.