rss
email
twitter
facebook

24 fevereiro 2008

depende - parte II

Ta aí o bicho ... culpa dele que virei essa bagunça.

Depende do jeito da gente ver
O FRIO PODE SER QUENTE

As coisas têm muitos jeitos de ser
Depende do jeito da gente ver....
Por que será que numa noite
A lua é tão fininha.
E outra noite fica tão redonda e gordinha.
Para ficar de novo
Daquele jeito estreitinha? Depende do quê?
Depende do dia que a gente vê.
Uma árvore é tão grande
Se a gente olha para cima.
Mas do alto de uma montanha
Ela parece tão pequenina.
Depende do quê? Depende de onde a gente vê.
Como será que pode
Uma colher cheia de doce
Parecer tão pouquinho
Que não dá nem para sentir?
E cheia de remédio
Ficar tanto
Que não dá nem para engolir?
Curto e comprido
Bom e ruim
Vazio e cheio
Bonito ou feio
São jeitos da coisa ser.
Depende do jeito da gente ver.

autora: Jandira Mansur

1 comentários:

KassyKassandra disse...

Eu super queria ter decorado isso na minha infância...

Beijos